/ / /

Notas de imprensa

Noticias e Información 2013

Outro Ano Recorde Para A Multinacional Americana

O lucro líquido da John Deere aumentou 9,4% em 2012, atingindo 3.065 milhões de dólares

A Deere & Company, o fabricante de maquinaria agrícola com sede em Moline (Illinois), obteve um lucro líquido (depois de impostos) de 687,6 milhões de dólares (514,6 milhões euros) durante o quarto trimestre de 2012, o que significou um incremento de 2,6% com relação ao mesmo período do ano anterior. Por outro lado, durante o ano fiscal (de 31 de outubro de 2011 a 31 de outubro de 2012), este aumento foi de 9,4%, já que este mesmo lucro alcançou 3.065 milhões de dólares (2.295 milhões euros).

As vendas líquidas mundiais e as receitas alcançadas durante o último trimestre de 2012 foram de 9.792 milhões de dólares (7.334 milhões euros) (+14%), enquanto no ano fiscal totalizaram 13% até chegar a 36.157 milhões de dólares (27.084 milhões euros). Neste sentido, as vendas de equipamentos significaram para a empresa 9.047 milhões de dólares (6.778 milhões de euros) no quarto trimestre e 33.501 milhões de dólares (25.100 milhões de euros) em todo o ano, o que supôs um aumento de 14%, em ambos os casos, com respeito a 2011.

"Apesar da constante pressão económica mundial, a John Deere completou outro ano recorde", afirmou o seu presidente e editor executivo, Samuel R. Allen. "Este êxito é um reflexo da resposta positiva que têm os clientes em relação à inovação dos nossos equipamentos, bem como no referente aos grandes esforços que estamos a realizar para ampliar a nossa posição competitiva global”, acrescentou.

No ano fiscal 2012, a Deere continuou a introduzir novos produtos no mercado e inaugurou fábricas na China, Índia e Brasil. Nos Estados Unidos a empresa anunciou que aumentaria a expansão da capacidade para tratores, pulverizadores, etc. "O rendimento da John Deere ilustra o impacto contínuo do nosso modelo operativo, que insiste numa abordagem disciplinada para a gestão de custos e ativos", comentou Allen.

“Como resultado, estamos a conseguir fortes resultados financeiros e estamos a produzir altos níveis de fluxos de caixa. Desta forma, pudemos financiar as nossas atividades de crescimento no mundo, gerando um valor direto aos investidores", explicou Sam Allen.

Resumo das operações

As operações de vendas de equipamentos em todo o mundo aumentaram durante o quarto trimestre e o ano fiscal 14% em comparação com o mesmo período de 2011. Os Estados Unidos e o Canadá registaram um incremento de 26% durante o quarto trimestre e de 20% anual, enquanto fora destas fronteiras caíram 2% no quarto trimestre, mas aumentaram 5% no ano fiscal.

As operações de equipamento da Deere perfizeram 1.051 milhões de dólares (787 milhões de euros) no quarto trimestre e 4.397 milhões de dólares (3.295 milhões de euros) no ano fiscal, uns números que contrastam com 955 milhões de dólares (716 milhões de euros) e 3.839 milhões de dólares (2.877 milhões de euros) alcançados em ambos os períodos do passado 2011.

Neste sentido, as receitas líquidas das operações de equipamentos da empresa atingiram 576 milhões de dólares (431,8 milhões de euros) no quarto trimestre e 2.616 milhões de dólares (1.960 milhões de euros) no ano fiscal em comparação com 552 milhões de dólares (413,7 milhões de euros) e 2.329 milhões de dólares (1.745 milhões de euros) de 2011.

Os serviços financeiros geraram 121,7 milhões de dólares (91,2 milhões de euros) no quarto trimestre (-0,3%) e 460,3 milhões de dólares (345 milhões de euros) no período fiscal (-2,2%); uns resultados ligeiramente inferiores registados como consequência do aumento de reservas destinadas ao pagamento dos seguros de sinistros das ceifeiras-debulhadoras, ao aumento de gastos de venda, administrativos e gerais, a uma maior provisão para perdas creditícias e às pequenas margens de financiamento.

Estes fatores foram quase totalmente compensados pelo crescimento da carteira de crédito. No ano fiscal 2012 os resultados foram mais baixos devido, principalmente, a um aumento das vendas, gastos administrativos e gerais, bem como ao incremento das reservas para os seguros de colheitas.

Previsões para 2013

A Deere & Company prevê um incremento de 5% nas vendas face a este ano, mas durante o primeiro trimestre estas poderiam aumentar 10% com relação ao mesmo período de 2012. Como consequência para o ano fiscal de 2013, a empresa estimou que o lucro líquido atribuível podia oscilar em torno a 3.200 milhões (2.397 milhões de euros).

"A Deere mantém uma muito boa posição para desenvolver os seus planos de crescimento e aproveitar oportunidades que surjam no longo prazo, apesar das preocupações económicas e fiscais atuais”, indicou o seu presidente e editor executivo, Samuel R. Allen. "Estamos muito orgulhosos do comportamento da empresa durante 2012 e esperamos que, tomando como base estes êxitos, obtenhamos melhores resultados em 2013 pois temos uma grande confiança nas perspetivas da Deere e na capacidade que tem para gerar valor entre os investidores”.

Resultados por divisões

No caso da divisão Agrícola e de Turf, as vendas aumentaram 16% durante o quarto trimestre de 2012 e 13% no ano fiscal. Como consequência, os ganhos operacionais elevaram-se 7,2 % até 937 milhões de euros (700 milhões de euros) nos três últimos meses de 2012, e 13,7% de 31 de outubro de 2011 a 31 de outubro do passado ano até 3.447 milhões de dólares (2.581 milhões de euros). No relativo a 2013, a Deere prevê que as vendas mundiais de maquinaria agrícola aumentem 4% motivadas pelo incremento das receitas do setor e, da mesma forma, pela procura.

No caso da divisão de Construção e Florestal, as vendas aumentaram 7% durante o quarto trimestre de 2012 e 19% no ano fiscal. Como consequência, os ganhos operacionais subiram 37,9 % até 120 milhões de euros (90 milhões de euros) no quarto trimestre de 2012, e 21,4% no ano fiscal até 476 milhões de dólares (356,6 milhões de euros). Com relação a 2013, a Deere prevê que as vendas mundiais desta divisão incrementem 8%, em grande parte pelas melhorias das condições económicas nos Estados Unidos.

Com relação ao serviço John Deere Financial, a empresa prevê que as receitas líquidas atribuíveis face a 2013 atinjam 500 milhões de dólares (347 milhões de euros). A melhoria deste prognóstico deve-se, sobretudo, ao crescimento do crédito e a baixada dos sinistros nos seguros das colheitas.

Sobre a empresa

A Deere&Company é líder mundial no fornecimento de produtos e serviços avançados, e está comprometida com o êxito dos clientes cujo trabalho está vinculado com a terra: aqueles que cultivam, colhem, transformam, enriquecem e constroem sobre ela para satisfazer a procura crescente de alimentos, combustível, moradia e infraestrutura a nível mundial. Desde 1837, a John Deere tem proporcionado produtos inovadores com uma qualidade superior construída tradicionalmente sobre a integridade, um dos seus pilares fundamentais. Para mais informações, visite o sítio web John Deere em todo o mundo em www.JohnDeere.com.

Información de Prensa:
Sergio Gómez
John Deere Ibérica, S.A.
C:\Bulevar John Deere 2
28984 - Parla - Madrid
Tel:  91 600 95 00
Fax: 91 600 95 10